8 passos para uma boa liderança

Liderança, “forma de dominação baseada no prestígio pessoal e aceita pelos dirigidos” (Novo Aurélio Século XXI: o dicionário da língua portuguesa, 1999, p. 1211). Uma definição que começa de uma forma um tanto curiosa, até mesmo com uma carga negativa – “forma de dominação”. Não só a definição no dicionário tem essa característica inicial negativa quanto a própria experiência prática da liderança pode ter, quando se assume uma posição de líder sem saber o que fazer, como agir, que direção tomar.

Em um contexto organizacional, a liderança pode ser entendida como um processo por meio do qual um indivíduo influencia um grupo a alcançar objetivos e metas em comum. É um processo que inclui influência sobre diversos fatores da organização, e isso explica sua relevância e importância para as empresas. Considerar liderança como um processo de aprendizagem significa dizer que ela é uma habilidade que pode ser desenvolvida, e não uma característica inata às pessoas, como muitos ainda acreditam. Portanto, praticar as competências que definem uma boa liderança é importante para aqueles que a procuram, e por isso trazemos essas 8 dicas para uma boa liderança.

passos para liderança

 

  • Seja líder de si mesmo: Para ser visto e reconhecido como um líder, é preciso que comportamentos de liderança sejam aplicados à própria vida. Ser líder de si mesmo envolve muito autoconhecimento, entender os próprios pontos fortes e fracos, lidar de forma estável com os outros e ser protagonista da ação. Requer também muita disciplina diária, para adquirir uma postura profissional, além de um domínio técnico de assuntos relacionados ao trabalho para dar seu próprio exemplo de como fazê-lo. Antes de ser líder dos outros, é preciso ser líder de si mesmo.
  • Conheça e entenda a sua equipe: um bom líder sabe que não existe um tipo certo de liderança; é preciso adequar-se ao estilo do seu time. Para saber o que as pessoas subordinadas ao líder precisam, é preciso conhecê-las e entendê-las bem. Saiba quais são os pontos fortes e os pontos fracos de cada membro da sua equipe e como trabalhar e desenvolver cada um deles. Conhecer o seu time significa conhecer os fatores que precisam da sua orientação e quais já permitem autonomia.
  • Entenda a sua empresa: uma das principais funções de um líder é alinhar os funcionários da empresa com os objetivos, metas e valores da mesma. Portanto, um bom líder entende o que uma empresa quer e precisa, conhecendo o seu planejamento estratégico, missão, visão e valores. Estar alinhado com essas questões é essencial para conseguir influenciar seus liderados a alcançar seus objetivos.
  • Comunique-se bem: é essencial para qualquer equipe em qualquer empresa que a comunicação flua de uma maneira eficiente. Para isso, é necessário que o líder se comunique bem com todos, além de garantir que eles também se comuniquem. É importante estar atento a disponibilizar toda informação de maneira clara, detalhada e objetiva para a sua equipe, dosando com o bom senso o nível de detalhamento necessário, além de mantê-la informada sobre decisões da empresa.
  • Dê e peça feedbacks:  a cultura de feedbacks é uma possibilidade de desenvolvimento colaborativo muito eficiente, caso bem aplicada. Um feedback é uma crítica, positiva ou negativa, sobre um ponto específico do trabalho e das atitudes de alguém. Deve ser objetivo e, no caso de uma crítica negativa, deve trazer sugestões de melhoria para a atitude em questão ou causar uma reflexão para que a própria pessoa pense no que foi pontuado. Dar feedbacks dessa forma evita, geralmente, a má interpretação de críticas; e pedí-los mostra abertura a opiniões diferentes da sua, incentivando um trabalho feito de maneira integrada e colaborativa.
  • Organize-se e seja flexível: um planejamento bem feito sobre as tarefas a serem realizadas impacta muito positivamente na imagem de um líder, ele se mostra alguém bem organizado, que tem as variáveis do trabalho sob controle, ou pelo menos já as considerou. Ainda assim, é essencial ter em mente que sempre podem ocorrer imprevistos que alterem esse planejamento inicial. Um bom líder precisa saber lidar com isso, ainda que não tenha soluções logo num primeiro momento, para mostrar à equipe que é possível adaptar o planejamento  e manter o trabalho em execução.
  • Tenha um propósito: mais do que se organizar em relação a o que pretende fazer e a como fará isso, é a sua motivação que mais inspira as pessoas que você como líder quer convencer. De acordo com a técnica do Golden Circle de Simon Sinek, é o porquê de fazermos o que fazemos que detém o maior poder de convencimento, de inspiração. A motivação de um líder deve ser a sua primeira característica a cativar as pessoas que ele lidera.
  • Saiba valorizar seu time: no mercado de trabalho dos dias atuais, quase nenhuma atividade depende de apenas uma pessoa; diversas vezes os resultados alcançados são resultado de um trabalho em equipe. Um líder, antes de qualquer outra pessoa, deve ser capaz de reconhecer isso. Ele inspira e motiva o desenvolvimento do seu time, de suas habilidades e da qualidade de suas atividades, e o reconhecimento dessas mudanças é uma maneira essencial de seguir inspirando os outros a se desenvolverem cada vez mais.

 

Desenvolver as habilidades típicas de um líder não tem segredo; é uma questão de seguir tentando e tentando, se arriscando e aprendendo com os próprios erros e acertos. Essas 8 dicas são os primeiros passos para que você acerte cada vez mais. Que tal colocá-las em prática desde já?

 

Ana Burian

Clara Magalhães

Júlia Rodrigues

Diretoria de Projetos da RH Consultoria Júnior – UFMG

Larissa Pacífico

Conselheira Auxiliar da RH Consultoria Júnior – UFMG

Thomaz Pacífico

Pós Júnior da RH Consultoria Júnior – UFMG

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *